Dons e Ministérios: fontes e desafios

Em Chamas para Deus - Wesley L. Duewel

O Espírito Santo de Deus ilumina o cristão, fazendo-o resplandecer com a luz de Cristo, dando a ele forças para vencer. Freqüentemente o Espírito é simbolizado pelo fogo, porque o fogo purifica, aquece, se alastra, brilha e ilumina. Nós somos o combustível para esse Fogo transformador.
A Igreja precisa urgentemente de arder em chamas. Se os líderes não sentirem o seu coração incendiado de amor pelas almas, não poderão aquecer outros corações. É necessário buscar o poder do Espírito Santo sentindo que não podemos viver sem Ele, os líderes cristãos e a Igreja precisam sair do comodismo para buscar mais a Deus. Para encontrar é preciso buscar e para abrir é preciso bater.

É Deus quem coloca em nós o desejo de buscá-lo, mas nós é que devemos tomar a decisão e fazer o que sentimos por Deus. O Senhor é poder e quer mostrá-lo a nós, só espera que o peçamos e que reconheçamos a nossa limitação e nossa dependência do espírito para viver.
O Senhor Jesus está sempre agindo em nossas vidas, às vezes não vemos e não é preciso ser visível para crer, mas o mundo precisa ver a presença de Deus em nós cristãos.
O poder divino está à nossa disposição e temos que aprender a usá-lo e ver que sob a direção do Espírito de Deus, tudo transcorre naturalmente e os resultados são como nunca. É grande a diferença entre ministrar com a unção e sem ela.
Deus operou poderosamente na vida de seus discípulos, de homens como John Wesley, Charles Finney, Duncan Campbell e hoje mesmo o Senhor manifesta o seu poder em nossas vidas. O poder é de Deus e não nosso, não fazemos dele o que queremos e nem o usamos. Ele é que nos usa
para fazer a vontade de Deus.
O Espírito é Santo e não uma emoção santa, mas um poder santo. Esse poder precisa ser renovado em nós a cada dia, abastecendo-nos de Sua força. Não podemos ministrar aos outros algo que não nos foi ministrado por Deus e não podemos dar aos outros uma bênção que ainda não recebemos, então primeiro devemos buscar a capacitação divina antes de trabalhar para Deus.
Deus quer fazer a sua obra e conta conosco para fazermos a nossa parte deixando Deus trabalhar em nós. Não precisamos fazer o trabalho de Deus porque Ele o faz, mas devemos aprender a defender do Senhor para nossos planos e decisões, não agindo por nós mesmos pondo as conseqüências sobre Deus.
No dia-a-dia, com os problemas e o pecado, o poder de Deus pode se esgotar em nós, por isso devemos nos reabastecer com a dinâmica do Espírito mais do que o que precisamos para resolver os conflitos da vida. O poder é uma energia e de acordo com a necessidade nós gastamos dessa energia, por isso precisamos sempre buscar para sempre ter. Se nós usarmos o poder e não buscarmos mais poder para suprir, ficamos sem o poder de Deus.
O amor pelas pessoas é indispensável no ministério, pois Deus é amor, quem não ama não conhece a Deus, o cumprimento da lei é o amor e amor é fazer a vontade de Deus. O amor a Cristo, a paixão pela obra de Deus é o sentimento que nos move a viver por Deus fazendo a sua vontade. Sem esse amor não conseguimos fazer a obra de Deus.
A paixão pelas almas, o anseio e desejo de conduzir vidas a Cristo a condição do sucesso do ministério e se o líder não desejar alcançar pessoas para Cristo, jamais as alcançará. A Igreja precisa crescer. Ver novas vidas sendo conduzidas a Jesus e para crescer a Igreja deve ter amor pelos perdidos, ter ansiedade em vê-los salvos, ter paixão pelas almas do mundo. Isso deve começar dos líderes e influenciando toda a comunidade de fé, transformando-a numa igreja viva e alegre pela salvação em Jesus.
Ao líder é necessário amar a sua igreja, amar os seus liderados envolver-se com eles, demonstrar esse amor em ação, palavras, oração intercessória, oração conjunta e preocupação. O líder sem amor não é um líder de Deus, um líder ungido por Deus ama em dedicação e serviço ao povo do Senhor.
Jesus é o nosso Bom Pastor e nós como pastores de outras pessoas devemos seguir o exemplo de Cristo ao pastorear nossas vidas. Na liderança cristã é preciso haver esse sentimento de pastorear, cuidar, zelar pelas pessoas a quem ministramos como se tivéssemos que dar conta de suas vidas ao Senhor.
A liderança é ungida por Deus para pastores as pessoas e tem a responsabilidade de cuidar uns dos outros, sentir as necessidades do irmão e tentar supri-las em Cristo, ajudando nos momentos difíceis e guiando as ovelhas na caminhada de fé.
Quem está a frente é sempre destaque, sempre visado pelas pessoas e alvo de observações críticas. Portanto, é importante pregar o que se faz e viver o que se prega, sendo exemplo em ações e palavras, ensinando a todos de forma prática e em oração por eles. A responsabilidade do líder é maior do que a do liderado e seu testemunho deve ser maior.
Nosso povo precisa saber que haverá uma recompensa e que a missão que recebemos aqui temporariamente, resultará em glória eterna no céu de Cristo. Precisamos cuidar da igreja e evangelizar o mundo ao mesmo tempo. De tudo o que fazemos prestamos contas no último dia e a Igreja precisa ter consciência disso, que daremos conta do que fizemos de errado e do que deixamos de fazer de bom.
A oração é o poder de Deus a nossa disposição, devemos orar, ensinar a
orar, orar pelos outros e com outras pessoas. A oração individual é determinante no ministério cristão, é preciso orar mais do que falar e pregar, buscando mais de Deus do que fazendo para Deus e ser um exemplo para os fiéis.
O tempo é algo precioso e cada minuto passado não voltará mais, por isso é importante “remir o tempo” aproveitando ao máximo para servir ao Senhor. Cada minuto ocioso é um desperdício eterno.
Deus é Senhor de tudo e de todos, nossas vidas são Dele e também tudo o que temos, então não é muito para nós dar a Deus o dízimo e as ofertas, bem como ajudar aos necessitados. É urgente disciplinar a igreja na mordomia dos bens.
Todas as pessoas têm habilidades e talentos naturais que podem ser usados por Deus. Na igreja é necessário haver entre os crentes a sensibilidade para reconhecer seus dons e quando, onde ou como podem ser usados na missão. Aos dons naturais Deus acrescenta a sua unção e dá também dons espirituais para uso na igreja, que são indispensáveis.
O povo de Deus deve estar preparado para pregar e testemunhar de Jesus, sendo sensíveis às necessidades das pessoas e às oportunidades de falar do amor de Deus. Cada cristão precisa ser preparado para contar o que Deus faz em sua vida.
A Bíblia é o alimento do crente e sem estar alimentado ele não pode trabalhar, então os trabalhadores da ceara precisam ser doutrinados na palavra de Deus. Uma igreja forte é uma igreja que estuda a Bíblia e quanto mais se estuda a Bíblia na igreja, maiores serão os resultados para ela. O povo erra quando lhe falta o entendimento, mas o esclarecimento pela palavra de Deus nos conduz ao caminho correto.
A oração é indispensável ao líder que deseja ver a igreja andando bem. Sem a oração não adianta trabalhar ou planejar, o sucesso do ministério depende mais da oração do que de bons planos, muito trabalho ou um bom líder. O tempo de oração particular deve ser maior do que o tempo em oração pública e antes de falar de Deus ao povo é preciso falar a Deus sobre o povo. O culto deve ser precedido da oração, feito em oração e como um incentivo à oração incessante.
Para falar a mensagem de Deus é necessário primeiro estar com Deus para ouvir a mensagem que deseja que falemos, e isso se consegue através da oração. O ministério, a igreja, a família, o mundo e cada pessoa ao nosso redor precisa de oração específica citando o nome e a necessidade em oração e se for preciso, para não esquecer, faça uma lista com os pedidos. Não basta somente orar, devemos orar e chorar pelas pessoas. Choramos quando desejamos muito uma coisa é preciso orar assim, até as lágrimas.
O Espírito Santo unge e capacita o líder que ora, enchendo-o com Seu poder, para o sucesso do trabalho de Deus. A unção capacita para o serviço espiritual com os dons do Espírito, mas também dá a capacitação mental e física, nos ajudando em nossas necessidades. A unção é irrecusável para nós, Deus está mais interessado em nos responder do que nós de sermos atendidos.
Para ser um líder na Igreja de Deus tem que ser uma pessoa de Deus, que todos o reconheçam como um servo do Senhor e sintam a presença de Jesus em sua vida, respeitando-o como líder. O líder deve ser uma pessoa íntegra, mostrando coerência entre a fé, palavras e atos em todas as áreas de sua vida.
Não há como determinar uma fórmula para ser cheio do Espírito, mas sabemos que é preciso uma entrega total, um desejo ardente de receber e uma busca incessante dessa bênção graciosa até que o coração esteja aquecido em chamas para Deus.

Comentários

  1. Querido Pastor Welfany,eu estou há anos á procura desse livro e de outro do mesmo autor,cujo título é(O fogo do reavivamento);gostaria de saber se você está vendendo esse ou se você sabe onde eu possa encontrá-los;pode ser usado?Aguardo resposta.Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde. Desculpe por invadir seus post. Esse está disponível para a venda nesse link : http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-864534682-em-chamas-para-deus-wesley-l-duewel-em-bom-estado-_JM

      Excluir
  2. Irmão o livro fogo do reavivamento foi republicado mais desta vez foi por outra editora agora o livro esta como o fogo do avivamento e a editora publicou tambem o outro do mesmo autor que é toque o mundo por meio da oração.... a editora é a editora hagnos

    ResponderExcluir

Postar um comentário